Você sabe o que é… Título de Capitalização?

Na matéria de hoje, falaremos sobre uma modalidade de garantia locatícia que não é tão famosa quanto, por exemplo, o fiador, mas que tem suas vantagens. Ainda não conhece?! Continue lendo o post e fique por dentro das características, diferenciais e benefícios desse modelo, a seguir!

O seguro-caução e o fiador são as formas mais conhecidas de garantias de aluguel, no Brasil. Porém, além dessas, existem várias outras maneiras de assegurar o dono do imóvel na hora de alugar sua propriedade, quanto ao recebimento do aluguel, e o Título de Capitalização é uma delas.

É uma garantia muito eficiente, uma vez que possibilita o aumento do múltiplo dos valores de aluguéis e taxas condominiais, aplicados como garantia da locação. Isso dependerá de cada pessoa, o que explicaremos melhor abaixo. Esses valores ficam caucionados no Título e ao contrato locatício.

Os valores não podem ser resgatados durante a locação em vigência. Só depois que o contrato de locação acaba, caso não haja nenhum dano constatado, o locatário recebe esse dinheiro de volta, acordado no Título de Capitalização, com as correções incidentes.

Durante a locação, alguma são as vantagens, para ambas as partes (locador e locatário), como, por exemplo:

  • Assessoria jurídica locatícia

Contratando um título a partir de R$ 6 mil, já se tem, automaticamente, direito a assistência jurídica locatícia gratuita, oferecida pela seguradora.

  • Assistência residencial 24 horas

Para você ficar tranquilo e seguro em seu lar.

  • Você como seu próprio fiador

Dessa forma, evitam-se constrangimentos com outras pessoas (que seriam seus fiadores), além de não ter perda de dinheiro, resgatando-o ao final do contrato.

Funciona, resumidamente, da seguinte maneira: a partir do momento que você compra um Título de Capitalização, ele se torna seu patrimônio. Você pode, inclusive, renová-lo, ao final de uma locação, para utilizá-lo para outro contrato locatício, sem a necessidade de fazer um novo.

O valor do Título de Capitalização variará com relação a cada cliente. Para calcular o valor necessário ao Título para aquele contrato em questão, são levados em consideração o perfil financeiro do cliente e os riscos de inadimplência daquela negociação.  

Então, analisando-se o comportamento financeiro daquela pessoa (cliente) no mercado, além de todo um apanhado de informações feito pela própria imobiliária, define-se o quanto de múltiplos de valores de aluguel e taxas devem ser solicitados àquele locatário.

Portanto, até as pessoas que apresentam maior risco podem utilizar esse recurso, deixando garantias maiores, proporcionalmente. E, com isso, mais contratos são fechados, já que a imobiliária e o locador ficarão assegurados, diminuindo o risco e convertendo em locações efetivas.

E então, o que você achou dessa forma de garantir o pagamento do aluguel e das taxas condominiais? Esperamos que tenha entendido todas as informações que trouxemos, esclarecendo essa modalidade, e gostado dessa alternativa. Se tiver qualquer dúvida, não hesite em nos perguntar!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *