Conheça agora os tipos de EPIs mais importantes e mais utilizados

O Equipamento de Proteção Individual (EPI) é todo objeto ou dispositivo que o trabalhador utiliza para se proteger e trazer maior segurança durante o exercício da sua profissão. Em outras palavras: essas ferramentas são essenciais para garantir a integridade física do profissional.

Ainda que a denominação seja a mesma, os EPIs podem variar de acordo com a área de atuação. Cada segmento exige um equipamento diferente, mas todos visam à proteção do trabalhador. A adoção das ferramentas é determinada por lei, e o descumprimento pode acarretar multas paras as empresas.

Neste artigo, apresentaremos os variados e mais importantes tipos de EPIs para ajudar a sua empresa a não errar na hora de equipar os profissionais. Acompanhe!

Setor: limpeza

Apesar de muitas pessoas associarem os EPIs unicamente com profissões que trabalham manuseando grandes máquinas, como a área de logística, a verdade é que setores como o de limpeza também possuem equipamentos indispensáveis.

Dependendo do ramo de atuação do trabalhador da limpeza, ele terá contato com produtos químicos e poeira ao extremo, e isso pode trazer problemas de pele, respiratórios etc. Por isso, é importante que ele use equipamentos próprios da sua função, como:

  • luvas;
  • máscaras;
  • botas.

Além disso, os profissionais da área de limpeza precisam trajar uniformes específicos, identificando a equipe da qual fazem parte.

Setor: construção civil

Esse é o setor no qual, constantemente, os profissionais lidam com máquinas e materiais pesados, fazendo com que seja imprescindível o uso de EPIs. Um desses itens básicos que notadamente percebemos quando passamos em um canteiro de obras é o capacete.

Mas, além do capacete, os profissionais da construção civil precisam se equipar com:

  • protetor auditivo com plug;
  • protetor auditivo tipo concha;
  • botina de segurança;
  • cinto de segurança tipo paraquedista;
  • luva de raspa;

Setor: jardinagem

Apesar de, no geral, a sua função seja de cuidar do jardim de flores, o profissional de jardinagem pode atuar em diferentes lugares, como em: praças públicas, casas particulares, jardim de clínicas, condomínios etc.

Por isso, assim como os trabalhadores da limpeza, o jardineiro pode ser exposto a resíduosquímicos indiretamente. Isso faz com que o seu EPI seja indispensável, independentemente do local de atuação. Entre os seus principais acessórios de proteção, estão:

  • calçado de segurança;
  • avental raspa;
  • luva de borracha;
  • óculos de proteção;
  • cinto de segurança.

Setor: serralheria

A área de soldagem é uma das que mais oferecem riscos ao trabalhador. Além da alta temperatura, o profissional também fica exposto a grandes quantidades de raios infravermelhos e raios ultravioletas — que são imperceptíveis a olho nu. O uso do EPI é a maneira mais inteligente de garantir que tudo ocorra sem nenhum problema.

Esses são os equipamentos de proteção no setor de serralheria:

  • abafador de ruído;
  • máscara de proteção;
  • manga de couro;
  • respirador com filtros;
  • óculos de proteção;
  • bota de couro;
  • avental de couro.

Você viu que, independentemente da área, o EPI precisa fazer parte da rotina do trabalhador. Com a informação ao alcance de todos, não há mais desculpas para que as empresas deixem de investir corretamente nos equipamentos de proteção dos seus profissionais.

Fonte: Seguridade.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *